A febre das bikes personalizadas

  Foto: Reprodução / Facebook Evolux

 

Foto: Reprodução / Facebook Evolux

Seja para transporte, lazer ou até mesmo trabalho, as bicicletas estão cada vez mais presentes em São Paulo. Contudo, algumas se destacam e chamam ainda mais a atenção de quem passa pelas ruas: as personalizadas.

Joildo Clemente, sócio proprietário da empresa Evolux – responsável pela criação da bike Gloops – explicou porque acredita que a procura pela personalização de bicicletas tenha aumentado: “Usar uma bicicleta como meio de transporte para entregas, para ir e voltar do serviço ou ir para a balada não é mais visto como uma opção por falta de dinheiro. As pessoas hoje fazem por escolha, usam a bike na maioria das vezes por prazer e porque acreditam nos benefícios que ela gera ao usuário.”

Criada a partir da união entre Joildo e Cedric e com uma pegada retrô, a Evolux hoje é referência em customização de bicicletas, especialmente por projetarem as bikes a partir dos gostos pessoais dos clientes. “Somos uma empresa que dá a opção do cliente escolher cores, peças, opinar nos projetos, vir fazer teste para ver se é o que procura, ver como fabricamos algumas peças, ou vir só papear mesmo. Com isso acabamos virando amigo dos clientes, o que com certeza é o mais legal”.

Com quase todas as peças produzidas por eles mesmos (exceto as de madeira, que são feitas pelo carpinteiro Jonas, e algumas partes como aros , cubos e coroas que são compradas prontas e mantidas cruas) as bicicletas levam em torno de 30 dias para serem projetadas, montadas e pintadas.

  Foto: Reprodução / Facebook Evolux

 

Foto: Reprodução / Facebook Evolux

O projeto da bike do Gloops teve início a partir da ideia de colocar uma máquina para gaseificar sucos em um triciclo. Cedric e Jonas fizeram o projeto baseado na máquina, mas usando a mesma linha de fabricação das bikes da Evolux. Para dar um charme a mais, colocaram também rodas raiadas e faróis de led à pilha.

“A intensão era a de que a pessoa primeiro fosse cativada pelo visual e depois pelo sabor do suco Gloops, formando assim a combinação perfeita. A bike agradou a todos nós e é uma das maiores referencias para as food bikes que hoje circulam pelo país”, concluiu Joildo.